quarta-feira, 11 de agosto de 2010

REUNIÃO-ALMOÇO QUADRANTE SUL - lº DE AGOSTO DE 2010

Por Alex Doeppre

Esta foi uma reunião Quadrante Sul atípica, pois iniciou-se ainda de manhã, ao contrário de todas as anteriores, que começaram no meio da tarde. E, apesar de ser um dia de Gre-Nal, não vimos nenhum episódio violento como costumava ocorrer nestes dias de decisão futebolística. Talvez porque o jogo tenha terminado empatado. Frustrante...

Por volta das onze da manhã daquele domingo, Denilson, ANDF, Diego e eu comparecemos ao ponto de encontro marcado, a Estação Mercado do Trensurb. Após, dirigimo-nos a outro ponto de encontro, desta vez com o anfitrião Jerônimo de Souza, nas proximidades da Casa de Cultura Mário Quintana. Já agrupados, fomos comprimidos dentro do Palio de Jerônimo e rumamos para sua residência no bairro Glória. Antes, porém, realizamos uma parada necessária no supermercado próximo à casa do Jerônimo, para comprar a carne do churrasco, o carvão para assá-la, as bebidas para acompanhá-la e outros víveres.

Dentro do estabelecimento, M.juntou-se a nós, possibilitando que formássemos um sexteto que nada tinha de fantástico. Pelo contrário, constatou-se que uma cabeça pensa melhor que meia dúzia na hora de tomar decisões cruciais como decidir o que comer e beber. Os cartazes de preços das mercadorias também não ajudaram, pois estavam escritos de forma ininteligível. A certa altura, M. e eu entramos no debate sobre o que queria dizer a palavra "GUNS" (armas em inglês) no pequeno cartaz do preço da cerveja long neck. Seria uma referência à banda Guns'N'Roses? Mas o sagaz Jerônimo elucidou o mistério, percebendo que estava escrito, na verdade, "6 UNS" (seis unidades abreviado). Na saída, M. queria criar caso pelos centavos de desconto que não recebeu no caixa, por ter comprado mercadorias em promoção.

Já passando do meio-dia, chegamos à casa do Jerônimo, onde nos entregamos à ardua tarefa de tornar o local propício ao preparo e consumo de uma refeição (poderia dizer tornar o local habitável, mas talvez estivesse exagerando um pouco... muito pouco).

Enquanto o assador, fanzineiro, músico e Professor de História Denilson salgava e espetava a carne, cuidei da lavagem dos pratos. Os demais varreram e organizaram a área onde os comensais almoçariam.

Com o carvão já esquentando na churrasqueira, ocorreu um incidente: um cheiro de borracha queimada invadiu o local. Começamos a vasculhar a churrasqueira à procura da causa do odor nauseabundo. A imprudência e a inépcia correram soltas, começando com a idéia totalmente ineficaz (e perigosa) de ANDF em iluminar o interior da churrasqueira com seu celular e prosseguindo com minha busca pelo objeto usando óculos escuros. Por fim, o dono da casa conseguiu achar uma lanterna e o problema foi identificado e removido: um par de chinelos Havaiana (ou de marca similar) esquecido dentro da churrasqueira (pelo morador anterior da casa, segundo Jerônimo).

Nossa fome foi aplacada com salsichões e pão até que a carne ficasse pronta. Mas, quando ficou, todos protagonizaram cenas de gastronomia explícita. No meio da tarde, com todos já satisfeitos e em pleno processo digestivo, Denilson sacou uma lista de tópicos a serem discutidos, dando início à reunião propriamente dita. Ele nos passou a informação de que o roteiro da HQ Aproveitador e Velta está em conclusão. Assim, debatemos nomes que poderiam fechar o time de desenhistas da HQ, que já tem em seu cast o paraibano Carlos Lima e o gaúcho Marcel de Souza. A propósito, a ausência do Marcel tem sido sentida nas reuniões, mas soubemos que ele anda extremamente ocupado dividindo-se entre os compromissos com sua banda, a Musical Marcel de Souza, e o lançamento simultâneo de dois livros de sua autoria, "O Monólogo do Surdo-Mudo" e "A Guerra dos Pacifistas".

Usando um dos vários computadores ligados pela casa, Diego Müller apresentou-nos seu blog, contendo ilustrações e logotipos que produziu nos últimos meses. Embora os trabalhos expostos demonstrem a criatividade de Diego, o título do blog contraria isto: Diego Müller - Portfolium. Muito semelhante ao título que coloquei em meu blog, lançado há alguns meses: Alex Doeppre - Portfolium.

Denilson expôs ao grupo uma questão que o inquieta: para onde vão os atores de TV depois que seus seriados são cancelados? Para o infraespaço, como em Miracleman, aguardando inertes até que seus corpos sejam requisitados novamente?

Jerônimo protestou contra eu chamar o M. de M., porque isto lembra o palavrão mer..., bem, vocês sabem. Diego argumentou que talvez seja justamente por isto que eu o chame de M.. Mais sorte tenho eu, quando M. me chama de A., letra que não está associada a nenhuma palavra de baixo calão (nenhuma que eu conheça, pelo menos).

Lá pelas 18 horas, após esgotar todos estes assuntos importantes para o destino de nossa galáxia, esta reunião de cuecas acabou. Denilson, M. e ANDF foram embora, Diego e eu ainda ficamos mais um tempo, para ajudar o Jerônimo a organizar a bagunça (só aquela que fizemos, não a que já havia). Após, embarcamos no Palio e fomos até o calçadão de Ipanema, à beira do rio (ou lago) Guaíba, percorrendo-o de uma ponta a outra (o calçadão, não o rio - ou lago). Depois disto, a altas horas da noite, Diego e eu partimos rumo ao Centro, onde ele embarcou no trem e eu fui caminhar em busca de outras atividades recreativas, o que resultou em nada.

Assista abaixo o slideshow da reunião.

video

6 comentários:

Jerônimo Fagundes de Souza disse...

Gostaria de esclarecer aos prezados leitores que eu não moro na Glória. Quem deve morar na Glória deve ser alguma amante do senhor PPoedre, digo, Doeppre. Meu bairro é nobre, e se chama CRISTAL!

Diego Müller disse...

Bah, ficou boa essa imagem montada desse jeito aí. A montagem e a idéia.

Denilson Reis disse...

Reunião atípica mas, muito, muito legal e produtiva. Mas, gostaria de escrever sobre os trabalhos de imagem e vídeo que o Alex está fazendo. Muito bons!

ANDF disse...

Assisti. A música usada não seria do THE CLASH? Mas, tudo bem.
OUR HOUSE (o nome da banda não lembro) também é clássica.
Boa montagem... E com final explosivo! Heehehehahaah!

Carlos Lima disse...

Puttz!! sou o único intruso do nordeste no meio da galera gaúcha! babaridade tche!!

Alex Doeppre disse...

Sinta-se em casa, Carlos! A trilha sonora do slideshow é "Our House", do Madness.